O que é artroplastia de joelho?

A artroplastia de joelho é a cirurgia realizada para substituir as cartilagens articulares danificadas que revestem os ossos do joelho. No lugar, são implantadas próteses de metal ou de polietileno.

Os pacientes que passam por essa intervenção buscam por alívio nas dores no joelho, melhora da mobilidade e redução da dificuldade para realizar tarefas cotidianas.

A artroplastia de joelho é uma das principais indicações para o tratamento de artrose.

Artrose de joelho

A artrose é o desgaste da cartilagem que reveste as extremidades ósseas, causando dor e desconforto. Ela é mais frequente em pessoas com mais de 65 anos e do sexo feminino.

Os principais fatores de risco de artrose de joelho são: trauma com fratura, excesso de peso, hereditariedade, doenças inflamatórias, desvio no eixo do joelho e repetição de impacto (comum em esportistas).

Continue a leitura e saiba mais detalhes sobre a cirurgia, suas possíveis complicações e também sobre a fase de recuperação.

Artoplastia de joelho: a cirurgia

A artroplastia do joelho é indicada principalmente para quem possui comprometimento grave da articulação ou quem não responde bem a tratamentos conservadores. Nesse caso, significa que a pessoa continua sentindo dores mesmo após fazer trabalho muscular, usar de analgésicos e anti-inflamatórios e perder de peso.

Antes da cirurgia, o estado clínico geral do paciente é avaliado e são realizados exames de imagem como radiografias, ressonância magnética, tomografia computadorizada e ultrassom.

Além disso, o médico ortopedista avalia a necessidade de uma artoplastia total, em que toda a superfície articular é trocada, ou artoplastia parcial, com substituição apenas do lado afetado da articulação.

A cirurgia dura cerca de duas horas e é realizada com anestesia epidural, que bloqueia a dor e as sensações em apenas uma região do corpo, nesse caso, da cintura para baixo.

A taxa de sucesso da cirurgia é elevada, resultando em redução da dor e recuperações dos movimentos.

As próteses têm durabilidade média de 15 a 20 anos.

Com o avanço da tecnologia, o risco de complicações, como o eventual deslocamento dos implantes, vem caindo.

Os riscos de infecção e trombose ocorrem em cerca de 3% dos casos, podendo ser prevenidos com o uso de medicação profilática, como anticoagulantes e antibióticos.

Pós-operatório: como é a fase de recuperação?

O paciente que passa por uma artroplastia de joelho costuma ficar internado por apenas 4 dias, mas o período de recuperação pode durar de 3 a 6 semanas, dependendo do caso.

O tratamento começa no dia seguinte à cirurgia e conta com fisioterapia e hidroterapia.

Além de seguir o programa de exercícios específico, nessa fase, recomenda-se o uso de muletas.

A fisioterapia e a hidroterapia vão ajudar a alongar e fortalecer os músculos das pernas e treinar o equilíbrio para que, pouco a pouco, o apoio das muletas seja dispensado.

É importante também não se deitar sobre o lado operado nem colocar almofadas embaixo do joelho.

O que achou das informações sobre artroplastia de joelho? Se você está com dores ou tem alguma suspeita, consulte um médico ortopedista de confiança para uma avaliação individual com a recomendação dos melhores tratamentos para você.


Sobre o Dr Evandro Marcelino
Ortopedista especializado em cirurgia do joelho em Criciúma
Médico graduado pela Universidade de Blumenau, com Especialidade em Ortopedia e Traumatologia, Dr. Evandro é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Joelho (SBCJ) e da Internacional Society of Arthroscopy, Knee Surgery and Orthopaedic Sports Medicine (ISAKOS).  Suas áreas de atuação incluem prótese, artroscopia e lesões de menisco e de ligamento cruzado. Atende em Criciúma, Tubarão e região, em Santa Catarina.  Para mais informações, clique aqui.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Siga no Instagram

Curta no Facebook

Médico graduado pela Universidade de Blumenau, com Especialidade em Ortopedia e Traumatologia, Dr. Evandro é Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Joelho (SBCJ) e da Internacional Sociaty of Arthroscopy, Knee Surgery and Orthopaedic Sports Medicine (ISAKOS).