5 fatos sobre a condromalácia patelar

Condromalácia patelar

A condromalácia patelar, também chamada síndrome da dor patelofemoral, é caracterizada pela degeneração da cartilagem articular da patela (ou rótula), um osso localizado na frente do joelho. Esta situação pode ocorrer por uma série de fatores: sedentarismo, excesso de peso, traumas na região, atividades físicas com impacto alto e desalinhamento no joelho, entre outros. Confira abaixo cinco fatos sobre esta doença.

1) Dor é o principal sintoma

Quem sofre com esta doença costuma sentir dores no joelho ao subir e descer escadas, correr ou até ao levantar da cadeira. Outro sintoma comum é a dor em volta da rótula do joelho e ardência ao ficar com a perna dobrada por muito tempo. Também podem ocorrer estalos nesta articulação e inchaço.

2) Condromalácia patelar é mais comum entre mulheres

Isso acontece por causa do formato do joelho feminino. Outros fatores de risco incluem alguns esportes e atividades físicas que envolvem saltos, repetição de movimentos e saltos.

3) Existem quatro graus de Condromalácia patelar

A condromalácia patelar é classificada em 4 graus:
O grau I caracterizado pelo amolecimento enquanto no grau II ocorre o início da fragmentação da cartilagem. No terceiro grau há a fragmentação avançada da cartilagem e, por último, acontece a lesão completa da cartilagem patelar, expondo o osso.

4) Existe tratamento

O tratamento deve ser realizado por um ortopedista habilitado, que irá verificar o grau da lesão e indicar a melhor forma de combater sua progressão. O tratamento inclui medicamentos, fisioterapia e, em alguns casos, cirurgias no joelho.

5) Prevenção de Condromalácia patelar

Embora muitas vezes não tenha causa aparente para o surgimento da doença, algumas formas de prevenção são indicadas, como:

  • Alongamento de todo o corpo, antes e depois das atividades físicas.
  • Aquecimento de baixa intensidade antes dos exercícios que exigem muito dos joelhos.
  • Fortalecimento da musculatura da região com exercícios específicos.
  • Não realizar aumento brusco na intensidade dos treinos.
  • Controle do peso para evitar sobrepeso e obesidade, fatores de risco para a doença.
  • Utilização de tênis adequados para cada tipo de atividade física

Não esqueça: se você sentir alguma dor ou desconforto em seu joelho, pause seu treino e procure um médico especializado. O ortopedista especializado em cirurgia no joelho está habilitado para realizar o diagnóstico e tratamento de doenças nesta área e ajudar na sua recuperação.

Sobre o Dr. Evandro Marcelino

Ortopedista especializado em cirurgia do joelho em Criciúma
Médico graduado pela Universidade de Blumenau, com Especialidade em Ortopedia e Traumatologia, Dr. Evandro é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Joelho (SBCJ) e da Internacional Society of Arthroscopy, Knee Surgery and Orthopaedic Sports Medicine (ISAKOS).  Suas áreas de atuação incluem prótese, artroscopia e lesões de menisco e de ligamento cruzado. Atende em Criciúma, Tubarão e região, em Santa Catarina.  Para mais informações, clique aqui.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Siga no Instagram

Curta no Facebook

Médico graduado pela Universidade de Blumenau, com Especialidade em Ortopedia e Traumatologia, Dr. Evandro é Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Joelho (SBCJ) e da Internacional Sociaty of Arthroscopy, Knee Surgery and Orthopaedic Sports Medicine (ISAKOS).